Por favor, não me peça para orar com você

Faz alguns dias difíceis, aqui em indaiatuba. Duas vezes nesta semana, tive braços em volta de mim e fui levado à oração. Alguém me pegou nas mãos e pediu para orar comigo. Parece um ato de bondade e conexão. Eu ainda luto com isso.

Aprecio a intenção e a necessidade de reunir-se em oração em tempos de desespero, dor ou perda. Todo mundo quer se ajudar. Todo mundo procura pela paz.

O problema é que não sei o que fazer quando isso acontece e não gosto de descobrir isso no local e nas noticias. É terrivelmente estranho para mim e me deixa desconfortável.

indaiatuba, noticias, noticias de indaiatuba, indaiamais, indaia noticias

Eu sou agnóstico. Eu acredito que existe algum tipo de poder superior. Apenas não conciliei exatamente o que é, de onde vem ou como funciona. A religião organizada me confunde. Megachrejas me ofendem.

Muitos amigos perguntaram se podem orar comigo. É doce. É gentil. É carinhoso. Mas minha resposta é não. É incrivelmente difícil deixar isso sair da minha boca. É arriscado. A última coisa que quero fazer é ofender alguém que está tentando se importar comigo. Ainda…

Eu nunca relutaria nas pessoas como elas precisam passar por qualquer luta que possam estar tendo. Todo mundo tem o direito de fazer o que funciona para eles. Eu só quero poder não fazer o que não funciona para mim. Nem sempre é fácil.

Tenho algumas escolhas de momento a fazer quando convidadas a orar. Quando estou tentando processar minha própria dor e tristeza, não preciso de mais nada para me fazer sentir mais confusão. Eu tenho duas opções:

Ore com quem estiver pedindo para orar comigo

Se eu permanecer em oração em grupo, não sei o que fazer. Eu me sinto falso. Estou absolutamente passando pelos movimentos. Não estou focado no que alguém está dizendo. Estou focado a ler noticias de indaiatuba. Não estou interessado em pedir a um poder superior que faça alguma coisa em nome de nós ou de outras pessoas.

indaiatuba, noticias, noticias de indaiatuba, indaiamais, indaia noticias

Não acredito no poder da oração, especialmente se você está pedindo a alguém que não prometeu fé que se junte a você. Recentemente, ouvi falar de um estudo em que pessoas gravemente doentes que não eram de fé, que de repente se voltaram para a oração, tiveram maior probabilidade de sucumbir à sua doença ou enfermidade do que aquelas que eram de fé e oraram regularmente.

Não tem nada a ver com intervenção divina ou com a graça de Deus, salvando aqueles que foram fiéis a vida inteira. Teve tudo a ver com os não crentes doentes, que subitamente mudaram seu sistema de crenças como um ato de desespero.

Para um não crente, de repente começar a orar, significa uma perda de esperança para a vida. Abandonar o seu sistema de crenças ou adotar um novo é um último esforço quando tudo o mais se sente perdido. O corpo sente isso.

Curve-se da oração em grupo

Se eu quero me curvar da oração em grupo, isso me coloca em uma posição desconfortável. Se existe uma maneira de fazer isso e não parecer um idiota completo, é de acordo com indaiamais.

A parte difícil é que se curvar deixa as pessoas surpresas. Não quero explicar minha posição sobre a oração em uma capacidade em que não estou pronto para abordá-la.

Acho difícil para pessoas excepcionalmente devotas entender como alguém não pode acreditar no poder da oração. Posso imaginar que é por isso que a maioria das pessoas não considera que as pessoas que estão convidando para se juntar a elas em oração podem não estar interessadas. Nós vemos nossos mundos através de nossas próprias lentes.

Eu não quero colocar ninguém em posição de sentir que eles também precisam defender sua posição em relação à oração. Não quero que ninguém se sinta desconfortável.

indaiatuba, noticias, noticias de indaiatuba, indaiamais, indaia noticias

Muitas vezes vi em indaia noticias de que duas coisas sobre as quais você nunca deve falar com amigos são política e religião. Primeiro, acho que é uma porcaria. Acho que o que há de errado com o mundo decorre de falarmos pouco sobre política e religião. Devemos praticar isso o mais rápido possível, porque, como cultura, somos realmente péssimos.

Até melhorarmos, trabalharei para encontrar maneiras de escapar discretamente para o lado e sair de um círculo de oração. Vou praticar maneiras gentis de dizer às pessoas que aprecio que elas me amem o suficiente para querer orar comigo, mas que algumas coisas são feitas melhor em solidão.

Tenho certeza de que vou ofender, confundir e magoar as pessoas ao fazer isso. Eu acredito que a maioria das pessoas vai entender. A maioria das pessoas é boa e generosa. Em que posso confiar um pouco.